Colecção Estudos de Museus – A Constituição de uma Coleção Nacional. As Esculturas de Ernesto Vilhena

Publicado por em Jan 16, 2018 em Destaques, Notícias

Colecção Estudos de Museus – A Constituição de uma Coleção Nacional. As Esculturas de Ernesto Vilhena

No próximo dia 23 de janeiro, pelas 18.30h, será lançado, no Museu Nacional de Arte Antiga, o décimo volume da Colecção Estudos de Museus, o livro da autoria de Maria João Vilhena de Carvalho, A Constituição de uma Coleção Nacional. As Esculturas de Ernesto Vilhena.

Nos dez títulos editados, de janeiro de 2016 a janeiro de 2018, os temas abordados vão da perspetiva histórica, iluminando o papel de personalidades como José de Figueiredo (Museu Nacional de Arte Antiga) e António Augusto Gonçalves (Museu Nacional Machado de Castro) ou antecedentes da criação de museus (Exposição Retrospetiva de Arte Ornamental – MNAA) até aspectos da contemporaneidade, tais como as redes de museus, os públicos imigrantes ou a mediação cultural. Também o coleccionismo privado em Portugal é obcjeto de um dos livros, enquanto outro explora as questões do património industrial e da sua incorporação em museus.

Os domínios abordados neste livro vão da biografia do colecionador Ernesto Jardim de Vilhena e da sua família à problemática da conservação, documentação e exposição de uma colecção privada de Escultura. A passagem à tutela pública, com incorporação no Museu Nacional de Arte Antiga, leva a autora a equacionar o lugar que a colecção ocupa ao longo do tempo nesta instituição museológica. Trata-se de um contributo ímpar para a História do Coleccionismo e da Museologia em Portugal no século XX, possibilitando, designadamente, diversos cruzamentos com alguns dos livros publicados na Colecção Estudos de Museus.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.