Notícias

Bolsas Ibermuseus para formação

Publicado por em Out 16, 2017 em Notícias | 0 comentários

Bolsas Ibermuseus para formação

Estão abertas candidaturas à Categoria I das novas Bolsas Ibermuseus de Capacitação, destinadas a profissionais de museus e de entidades governamentais dos 12 países membros do Conselho Intergovernamental do Programa Ibermuseus, entre os quais Portugal.

As bolsas destinam-se a atividades de curta duração (2 a 5 dias), tais como cursos, workshops, seminários e congressos, realizados ou apoiados por instituições governamentais responsáveis pelas políticas públicas para museus dos 22 países ibero-americanos: Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicada, Uruguai e Venezuela.

As candidaturas estão abertas até 30 de março de 2018 e as atividades poderão ser realizadas até 30 de junho de 2018.

O Regulamento, especificações e critérios de avaliação das candidaturas podem ser acedidos em:

http://www.ibermuseus.org/convocatorias/

Cartaz Bolsas Ibermuseus

Convidamos todos os membros do ICOM Portugal a apresentar candidaturas a estes fundos para a participação em acções de formação que considerem válidas para os seus projectos e/ou museus.

Balanço do 4.º Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Património

Publicado por em Out 12, 2017 em Destaques, Notícias | 0 comentários

Balanço do 4.º Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Património

O 4º Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Património teve lugar em Lisboa e na Batalha, entre 2 e 4 de Outubro. Nele participaram centena e meia de profissionais, oriundos de Portugal, Espanha, Brasil, Chile, Cuba, México, Argentina, Itália e França. A edição de Janeiro do Boletim do ICOM Portugal apresentará um artigo detalhado sobre este encontro.

Subordinado a um enfoque de problematização enquadrado pela questão Formação para a inclusão: A Acessibilidade Universal é exequível?, foram apresentadas e discutidas 35 comunicações que cruzaram algumas das questões mais prementes nas múltiplas abordagens a esta problemática.

O evento foi co-organizado com a Comissão Portuguesa do ICOM – International Council of Museums, e contou com o apoio institucional do Turismo de Portugal, I.P.; da DGPC – Direcção-Geral do Património Cultural; do Museu Nacional dos Coches; da Câmara Municipal da Batalha; do IHC – Instituto de História Contemporânea FCSH/UNL; e da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Almada.

Audiência do congresso

© Pedro Beltrão

O congresso contou com apresentações-chave por parte de Álvaro Laborinho Lúcio (Portugal) e Alberto Arenghi (Itália), e com o contributo de Hugues de Varine (França). As principais conclusões/recomendações que resultaram dos trabalhos centraram-se nos seguintes temas:

– A Acessibilidade é uma linguagem que necessita ser re-equacionada de modo a dar voz e expressão a reivindicações que são próprias dos nossos dias;

– É crucial que uma abordagem ao Desenho Universal esteja curricularmente presente em todos os ciclos e disciplinas do ensino superior, directa ou indirectamente relacionadas com a gestão do património.

– É necessária a intervenção dos profissionais que trabalham questões de acessibilidade, nas suas múltiplas dimensões, ao nível da sensibilização e da formação. Melhor intervir para melhor reivindicar.

O congresso foi ainda bem sucedido na que foi a sua primeira internacionalização. Tendo esta edição como desígnio inaugurar um ciclo de disseminação internacional, e avaliar a viabilidade de lhe conferir uma dimensão ibero-americana, a conclusão dos participantes aponta não só no sentido da sua viabilidade como ainda no da sua urgência. A necessidade de um  trabalho de natureza multidisciplinar e em rede ficou uma vez mais demonstrada.

As impressões dos participantes no Twitter: https://storify.com/MuseumsGirl/4th-international-congress-on-education-and-access

© Margarida Portela

 

Boletim do ICOM Portugal e Facebook premiados pela APOM

Publicado por em Jun 30, 2017 em Destaques, Notícias | 0 comentários

Boletim do ICOM Portugal e Facebook premiados pela APOM

O Boletim ICOM Portugal (ISSN 2183-3613) tem como missão a partilha de informação, de ideias e de boas práticas entre os profissionais de museus, contribuindo para o desenvolvimento e dinamismo do sector. Este periódico, em formato digital, foi renovado e ampliado em 2014, contando hoje com oito edições publicadas. Cada número é dedicado a um tema relevante da Museologia portuguesa e internacional, combinando artigos, textos de opinião, entrevistas, notícias, comentários de conferências, sugestões de leitura e novas publicações, e ainda um leque diverso de eventos em agenda (conferências, debates, formação, etc.). A coordenação do Boletim é assegurada por Ana Carvalho (ICOM Portugal).

A página de Facebook do ICOM Portugal (desde 2014) tem como missão a criação de uma comunidade de profissionais de museus numa plataforma digital informal, através da partilha de conteúdos estritamente ligados à prática profissional nos museus e da promoção do debate interpares. Em três anos, angariou 3000 “amigos” nacionais e estrangeiros, partilhou conteúdos, levantou debates, e procurou opiniões. Constitui um recurso no presente, bem como um arquivo dos acontecimentos museológicos relevantes nos três últimos anos. A gestão da Página é da responsabilidade de Inês Fialho Brandão (ICOM Portugal).

Foram vários os prémios atribuídos. O mais importante galardão foi atribuído ao Museu do Dinheiro (Lisboa) com o prémio de Melhor Museu Português. Conheça todos os premiados em: http://www.pportodosmuseus.pt/2017/06/09/premios-apom-2017-distinguem-o-melhor-museu-portugues/

A todos os premiados e nomeados o ICOM Portugal endereça os mais sinceros parabéns.

Apelo à participação dos membros do ICOM no Boletim

Publicado por em Jun 14, 2017 em Destaques, Notícias | 0 comentários

Apelo à participação dos membros do ICOM no Boletim

O ICOM Portugal na continuidade do trabalho que tem vindo a desenvolver na aproximação aos seus membros, abre um convite à participação dos membros no boletim.

 

Esta secção acolhe cartas dos membros do ICOM sobre tópicos da actualidade museológica, sendo um espaço aberto onde os profissionais podem ter uma voz activa.

Pretendemos textos de comentário que contribuam para a discussão pública sobre museus e Museologia em Portugal. Devem ser curtos e concisos (máx. 1800 caracteres com espaços, aproximadamente 1 página), e que pontuem pela relevância do seu conteúdo. O ICOM Portugal reserva-se o direito de seleccionar e eventualmente reduzir os textos.

As cartas devem indicar título (breve e claro), nome do/a autor/a e afiliação. Serão publicadas no máximo até três cartas por boletim.

As propostas devem ser enviadas para o email: boletim.icom.pt@gmail.com até 19 de Maio.

Os actos de vandalismo no Parque Arqueológico do Côa – Museu do Côa

Publicado por em Mai 26, 2017 em Destaques, Notícias | 0 comentários

Os actos de vandalismo no Parque Arqueológico do Côa – Museu do Côa

Face aos recentes acontecimentos (aos quais assistimos de forma incrédula) que colocam em causa um dos mais importantes conjuntos de Arte Rupreste da Europa, o ICOM Portugal vem dar conhecimento aos seus membros e ao público em geral da sua posição sobre o actual momento vivido no Museu do Côa.

 

A recente ocorrência de atos de vandalismo no Parque Arqueológico do Vale do Côa, ocorridos na sequência de um longo processo de degradação das condições de salvaguarda, estudo e valorização daquele complexo de arte rupestre, classificado como Património Mundial pela UNESCO, merece da Comissão Nacional Portuguesa do ICOM (ICOM Portugal) a mais veemente censura. Sem prejuízo da dimensão criminal daquela ocorrência, que deve ser investigada e eventualmente punida em sede própria, e da reposição imediata de sistemas de vigilância credíveis, torna-se necessário tomar medidas direccionadas para o futuro.

Tomada de Posição do ICOM Portugal sobre o Museu do Côa